Duarte Gomes, que na sexta-feira anunciou o fim da sua atividade enquanto árbitro de futebol, lamentou que o clima de hostilidade em torno dos árbitros tenha vindo a agravar-se.

Depois do comunicado emitido pelo APAF, associação que representa a classe, Duarte Gomes aproveitou a ocasião para partilhar as suas preocupações com o sector.

"A arbitragem está sempre na boca do dragão. O dragão aqui é metafórico", sublinhou.

O agora ex-árbitro deixou ainda um pedido.

"Obviamente que ficamos preocupados quando o ruído e a frustração do resultado ou do erro dá lugar ao excesso. Essa é uma linha ténue que muitas vezes é ultrapassada. O que temos pedido reiteradamente é que quem tem responsabilidade no futebol e quem ocupa cargos de maior relevância, se sinta na obrigação de contribuir para um futebol mais valorizado", disse.

*Artigo atualizado no dia 23 de janeiro de 2016 às 13h18. As afirmações inicialmente atribuídas a José Fontelas Gomes foram, na verdade, proferidas por Duarte Gomes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.