Em entrevista ao SAPO Desporto, Eduardo Luís, antigo jogador do FC Porto, considera que a equipa azul-e-branca perdeu a mística nos últimos anos pelo facto de grande parte da equipa ser formada por jogadores estrangeiros.

“A mística, aquela mística dos anos 80, em que o FC Porto foi campeão europeu e mesmo com o José Mourinho. Essa mística perdeu-se completamente porque de repente a equipa do FC Porto ficou praticamente só jogadores estrangeiros. (…) A mística acabou. Foram esses momentos que transformaram o FC Porto no grande clube que é e agora há que encontrar uma forma de encarar o campeonato e as competições. O FC Porto perdeu a mística, mas agora está a tentar recuperar. Os jogadores da formação são muito jovens para transmitir essa mística. Os jogadores antigos que estão na estrutura é que poderão transmitir essa mística", analisou.

O antigo defesa fez ainda a antevisão do embate com a Juventus para a Liga dos Campeões, considerando que a equipa do FC Porto tem de melhorar muito o seu nível de jogo se quiser ultrapassar a Juventus nos oitavos-de-final (em fevereiro).

“As equipas italianas são muito complicadas são 'matreiras'e traiçoeiras, atacam bem, defendem bem. [O FC Porto] Tem que ser [uma equipa] personalizada. (…) Não vai ser fácil, mas o FC Porto para lá chegar tem que melhorar muito o seu nível de jogo".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.