O Benfica e a Federação Portuguesa de Futebol apresentaram hoje, num hotel lisboeta, um musical dedicado a Eusébio e intitulado "Um Hino ao Futebol".

Trata-se de um espetáculo que vai estrear a 06 de abril no Coliseu de Lisboa, com um elenco composto por 16 atores, cantores bailarinos e seis músicos, com a duração de 90 minutos.

"A ideia foi muito bem acolhida pelo Benfica e pela família do Eusébio. Vai encher de emoção o coração dos portugueses", sublinhou Ana Rangel, a produtora desta peça musical, que também é a autora do texto, que será encenado por Matilde Trocado e interpretado, entre outros, por atores como Cláudia Semedo, Sofia Escobar, Diogo Amaral e João Ricardo.

Por motivo de doença, Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, não esteve presente neste evento, tendo sido representado pelo vice-presidente Alcino António. "O Benfica deve-lhe muita inspiração e talento. Mas o Eusébio também era um artista e uma referência do país. O Benfica nunca o fez refém do clube".

"Espero que este espetáculo tenha o apoio do Governo português para que possa chegar à comunidade lusa espalhada pelo mundo", adiantou o dirigente ‘encarnado’, que fez questão de citar algumas palavras de Luís Filipe Vieira a propósito do evento. "A carreira do Eusébio é património de todos aqueles que amam o futebol".

A família do Pantera Negra, falecido no dia 05 de janeiro de 2014, esteve representada pela esposa Flora e pelas filhas Carla e Sandra.

"Para nós continua a ser muito difícil evocar as memórias do meu pai. Hoje era o dia do seu aniversário, em que ele faria 74 anos, o dia que ele gostava muito de passar acompanhado pela família e os amigos. Penso que vai ser um evento diferente e que vai correr tudo bem", disse Sandra Ferreira, a filha mais nova de Eusébio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.