FC Porto e Benfica medem forças estas noite e os dois clubes portugueses já nos habituaram a grandes duelos, seja no Dragão ou na Luz.

Os dois emblemas chegam à sexta jornada com os mesmo pontos (13) e uma vitória servirá para se distanciar do seu rival mais direto, sem esquecer que logo atrás está um Sporting de Braga à espreita. O clube minhoto tem apenas menos dois pontos que os “grandes”.

Caso o clássico termine empatado e o Braga vença em casa o Nacional, passa a haver três líderes.

O Benfica, campeão em 2009/2010, chega ao Dragão com 13 golos marcados e cinco sofridos. Já o FC Porto, campeão 2010/2011, soma 12 tentos marcados e apenas três sofridos.

Na conferência de imprensa, Vítor Pereira afirmou que adversários como o Benfica são a «vitamina» para os Dragões estarem na máxima força.

«É cultural emocional que já vem de há muito tempo. Desde que seja sadia e sem atropelos é bom para a competição porque o futebol é um jogo competitivo. A esta altura somos todos animais competitivos.  É natural que este tipo de adversário [Benfica] seja a nossa vitamina para estarmos no nosso máximo. São estes adversários que nos motivam a ser mais fortes, a superar-nos e a transcender-nos», afirmou na passada quarta-feira.

Trezentos quilómetros abaixo, em Lisboa, Jorge Jesus salientou que «não há favoritos» e que «a única coisa em que este jogo se vai repercutir é nos três pontos. De resto mais nada».

«O Benfica vai ao Dragão com a mesma motivação de um clássico. São duas equipas com grande qualidade e vamos com respeito pelo adversário, mesmo pelo FC Porto», afirmou o técnico encarnado.

O FC Porto recebe esta sexta-feira o Benfica, em jogo da sexta jornada da Liga de futebol, com início às 20h15 e com arbitragem de Jorge Sousa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.