O FC Porto enviou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) um comunicado a negar o acordo para a saída do treinador André Villas-Boas para o Chelsea.

No entanto, os dragões não desmentem a existência de negociações, salientando apenas não ter recebido ainda «qualquer comunicação que esta cláusula [de rescisão] ia ser exercida, nem o acordo do treinador a tal desiderato».

O técnico portista é dado como o futuro treinador do Chelsea, numa operação que custará aos londrinos 15 milhões de euros. 

Leia aqui o comunicado na íntegra:

«A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD, a solicitação da CMVM, vem informar o mercado que o treinador André Villas Boas, assim como diversos jogadores do plantel, tem uma cláusula de rescisão.  Até à presente data, esta sociedade não recebeu qualquer comunicação que esta cláusula ia ser exercida, nem o acordo do treinador a tal desiderato.»  

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.