Com os campeonatos parados em virtude da pandemia Covid-19, os clubes aproveitam para pensar já na próxima temporada e o FC Porto não é exceção. Nos 'dragões', as principais incógnitas para 2020/21 prendem-se com o setor atacante e com os pontas-de-lança.

É que Tiquinho Soares, Moussa Marega e Vincent Aboubakar terminam, todos eles, os respetivos contratos em junho de 2021 e, segundo escreve esta segunda-feira o jornal 'A Bola', a direção dos 'azuis e brancos' já terá decidido que se os três não renovarem os respetivos vínculos nos próximos tempos, deverão ser vendidos no próximo mercado de transferências, de forma a precaver que venham a dizer adeus ao Estádio do Dragão 'a custo zero'.

Assim, acrescenta o jornal, para a época de 2020/21 apenas Fábio Silva e Zé Luís têm continuidade certa no ataque do FC Porto.

De acordo com a mesma publicação, não faltam interessados em Tiquinho Soares e em Marega, e mesmo Aboubakar, apesar de não ter jogado com regularidade devido a várias lesões, tem 'mercado' na Turquia e em França, países onde já jogou. A juntar ao facto de os três atacantes se encontrarem perto do final de contrato, há ainda a necessidade expressa do FC Porto em fazer mais-valias assinaláveis - na ordem dos 100 milhões de euros - com a venda de jogadores na próxima janela de transferências.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.