O FC Porto, líder da I Liga portuguesa de futebol, voltou aos treinos após a interrupção devido à pandemia de COVID-19, com o plantel dividido em três grupos e com testes a atletas e equipa técnica.

Depois de serem submetidos a exames imunológicos, os jogadores fizeram uma sessão de trabalho realizada em separado, com três grupos a trabalharem até às 13:00, com nota de destaque para a inclusão do guarda-redes Francisco Meixedo, da equipa B.

O trabalho no centro de estádios do Olival, em Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, regressa na terça-feira, pelas 09:00, de novo com a divisão em grupos.

Com o fim do estado de emergência no dia 03 de maio, o Governo autorizou o regresso dos jogos à porta fechada da principal competição de futebol, no fim de semana de 30 e 31 de maio, numa decisão que, no entanto, está dependente de aprovação da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 247 mil mortos e infetou mais de 3,5 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.063 pessoas das 25.524 confirmadas como infetadas, e há 1.712 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.