O FC Porto teve de pagar cerca de 4,2 milhões de euros ao Vitória de Guimarães para recuperar os 30 por cento do passe de Marega que pertenciam ao clube minhoto.

O valor do negócio foi revelado através do Relatório e Contas de 2018/19, que foi esta sexta-feira comunicado à CMVM. Além deste montante, para recuperar a percentagem na mão dos vitorianos, os dragões cederam, a título definitivo, os passes de Rafa Soares, André André e João Carlos Teixeira.

Além do negócio a envolver Marega, o documento revela que Saravia, contratado no último mercado de transferências, custou pouco menos de 6 milhões de euros, e que Nakajima está protegido por uma cláusula de rescisão de 80 milhões de euros, ele que custou 12 milhões aos cofres dos azuis e brancos.

Por fim, ficou-se também a saber que o FC Porto alienou mais 3,5 por cento do passe de Corona, detendo agora 66,5 por cento dos direitos económicos do internacional mexicano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.