O FC Porto venceu, esta sexta-feira, o Moreirense por 4-2, em jogo da 16.ª jornada do campeonato português, que se disputou no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, na vila de Moreira de Cónegos. Com este resultado, os azuis e brancos voltam a colocar-se a quatro pontos do líder Benfica, que hoje venceu em casa o Desportivo das Aves.

Para esta partida, destaque para a dupla de centrais, inédita, na equipa orientada por Sérgio Conceição. Com Pepe lesionado e Marcano castigado, Diogo Leite e Mbemba entraram na equipa inicial.

O Moreirense adiantou-se cedo no marcador, logo aos 3 minutos, numa jogada rápida da equipa da casa. Marega e Nakajima chocaram e Machado aproveitou e lançou Fábio Abreu em velocidade, com este a atirar ao poste mais afastado da baliza de Marchesín.

Aos oito minutos, o Moreirense voltou a colocar a bola na baliza, mas Artur Soares Dias invalidou o lance, entendendo que Iago fez carga sobre o guarda-redes Marchesín na sequência de um canto.

Aos 32 minutos, o FC Porto havia de chegar ao empate. Após um passe de Corona, Soares cabeceou certeiro sem hipótese de defesa para Pasinato.

Perto do intervalo, Corona atirou para defesa de Pasinato, mas caiu após choque com Abdu. Artur Soares Dias escutou o VAR, foi visionar as imagens e acabou por assinalar o castigo máximo, exibindo o amarelo ao defesa do Moreirense. Na conversão, Alex Telles não falhou, com a bola para um lado, guarda-redes para o outro. Um golo que parecia prever que o FC Porto fosse para o intervalo em vantagem. Mas não foi isso o que aconteceu.

Aos 44 minutos, João Aurélio queria passar a bola a Fábio Abreu, que estava na área portista, mas o companheiro não desviou e a bola acabou mesmo por entrar junto ao poste mais afastado da baliza de Marchesín, que ainda se fez ao lance, mas não conseguiu evitar o 2-2.

Já no segundo tempo, o FC Porto entrou melhor e fez de tudo para sair de Moreira de Cónegos com os três pontos. Apenas aos 72 minutos conseguiu materializar o que tanto procurou. Luis Díaz, acabado de entrar, foi o autor do terceiro golo do FC Porto. Marega amorteceu de cabeça um passe de Otávio, a bola chegou a Luis Díaz e, no meio da confusão, o colombiano conseguiu mesmo marcar.

A partida não havia de acabar sem um grande golo de Corona, aos 85 minutos. O mexicano recebeu um passe de Luis Díaz com o pé direito, fez subir a bola e atirou de primeira, forte e colocado, fechando assim o marcador da melhor forma.

Porém, em tempo de compensação, Tecatico Corona tirou a bola a um jogador do Moreirense quando este ia cobrar uma falta e viu o segundo amarelo, acabando expulso da partida.

O FC Porto, segundo classificado do campeonato, soma assim 41 pontos, menos quatro do que o líder Benfica, que hoje venceu o Desportivo das Aves (2-1), enquanto o Moreirense é 13.º, com 17 pontos.

Veja o resumo da partida em vídeo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.