A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou hoje que começou a utilizar o sistema TMS da FIFA, que tem como função efetuar todos os registos das transações e dos intermediários envolvidos nas transferências dos jogadores.

Depois de no dia 01 de abril ter entrado em vigor a nova regulamentação da atividade dos intermediários/agentes FIFA (IRT), que agora obriga as federações a tornar públicos os dados relativos a todos os intervenientes que participam nas transferências de futebolistas, a FPF passa a ser a segunda, depois do Gana, a utilizar o sistema TMS.

Assim, segundo pode ler-se no site da entidade, passa a ser possível à FPF controlar, entre outros, as remunerações, pagamentos a intermediários, declarações, contratos de representação e declarações sobre conflito de interesses.

Tendo como objetivo aumentar a eficácia e eficiência administrativas, em cada ano, no final do mês de março, a FPF terá a possibilidade de elaborar um relatório de forma a divulgar todos os dados necessários exigidos por este novo regulamento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.