O Sporting perdeu este domingo em Alvalade com a Naval 1º de Maio por 1-0.

Em conferência de imprensa, Carlos Carvalhal afirmou que “o empate ajustava-se” melhor neste encontro, mas a verdade é que, na sua opinião, a Naval mostrou “uma eficácia grande” e na hora de segurar o resultado foi “uma equipa que se fechou bem”.

Apesar do resultado adverso, o técnico do Sporting lembra que os leões atingiram o objectivo a que se tinham proposto: o quarto lugar.

“Uma derrota é sempre uma derrota. Mas conseguimos o que queríamos, ficar em quarto lugar. Embora gostaríamos de o ter conseguido doutra forma”.

O treinador leonino sublinhou que esta derrota em nada deita por terra o trabalho por si realizado até aqui no comando técnico do Sporting: “Na minha óptica não é este jogo que tira o mérito ao trabalho que foi feito anteriormente”.

Tendo em conta a forma como encontrou a equipa, Carlos Carvalhal frisa que acabou por realizar um “percurso positivo”, indo mais longe: “Outro qualquer treinador não conseguia fazer melhor do que nós fizemos. Algum treinador podia fazer igual mas melhor não acredito”.

Por último o técnico do Sporting fez algo que ainda não tinha feito, falou sobre o homem que o sucede no comando técnico dos leões: Paulo Sérgio.

“Neste momento, o Sporting tem uma base boa para se poder trabalhar. A equipa precisará de alguns reajustamentos. Desejo as melhores felicidades para o Paulo Sérgio. Foi uma escolha do presidente e do director desportivo e vai ter todo o apoio e uma protecção grande. Não tenho dúvidas que o Sporting estará melhor no futuro”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.