O presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, terá ordenado que todos os processos de nomeação, classificação e relatórios dos observadores dos árbitros sejam entregues à Polícia Judiciária.

Esta decisão, avançada pelo Correio da Manhã, surge na sequência das acusações que têm sido feitas pelo FC Porto, através do seu diretor de comunicação Francisco J. Marques, no denominado caso dos emails, bem como de que o Benfica estaria a monotorizar os SMS de Fernando Gomes.

O líder da FPF, revela a mesma publicação, entrou em contacto com o diretor da PJ e com a Procuradoria Geral da República, ordenando a entrega de toda a documentação afeta à arbitragem desde a entrada em funções desta direcção da FPF, em dezembro de 2011.

Também esta sexta-feira, o FC Porto também informou que entregou documentos a pedido das autoridades, enquanto o clube da Luz emitiu um comunicado em que rejeita as acusações de interferência na arbitragem.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.