O Sporting de Braga recebeu e venceu, com algum sofrimento, o Marítimo com golos de Meyong (50’) e Luís Aguiar (80’). Djalma ainda empatou ao minuto 60. Desta forma os minhotos voltam a pressionar o Benfica.

A próxima jornada será importante para delinear o rumo do campeonato, onde começa a contagem decrescente para o fim. A 10 jornadas do término da I Liga, o Braga desloca-se ao Estádio do Dragão e em caso de vitória deixa os tetracampeões mais afastados do primeiro lugar e Domingos e companhia instalam-se novamente no trono da liderança.

Quanto ao encontro da 19ª jornada, disputado no Estádio AXA, em Braga, completamente vestido de vermelho, assistiu-se a um desafio equilibrado entre as duas equipas, com grande luta pela posse de bola a meio-campo.

Passavam 6 minutos do início da segunda parte quando a formação bracarense fez o primeiro golo da partida por intermédio de Meyong. O lance nasceu no cruzamento largo de Hugo Viana ao segundo poste, onde surgiu Alan que, em esforço, fez o passe para Meyong e o camaronês só teve de encostar para o fundo das redes da baliza de Peçanha.

A festa vivida no Estádio AXA durou pouco, mais precisamente 10 minutos, porque Djalma fez um belo golo depois de uma excelente jogada individual. O extremo angolano disparou, fora da área, e Eduardo só viu a bola passar por ele.

Mas o golo que levou ao delírio os bracarenses chegou ao minuto 80, depois de jogada de insistência de Filipe Oliveira, que assistiu para Luís Aguiar e à entrada da grande área rematou rasteiro e cruzado para o fundo da baliza.

Na primeira parte, a primeira grande oportunidade para a equipa da casa deu-se ao minuto 14, depois de um pontapé de canto batido por Alan e Paulão cabeceou com força contra a barra da baliza insular.

A formação comandada por Van der Gaag também desperdiçou uma grande oportunidade de inaugurar o marcador aos 20 minutos. Na sequência de um canto, Robson elevou-se e cabeceou certeiro para a baliza mas Eduardo, atento, sacudiu a bola para fora com voo exímio.

Já na segunda parte, Adriano saltou do banco de suplentes para fazer tremer as bancadas cheias do Estádio após um cabeceamento certeiro mas o guardião dos insulares impediu a vantagem no marcador.

Ao minuto 75, Alan, numa jogada individual, rematou em arco para a baliza e que obrigou Peçanha a uma grande defesa. Na recarga, Matheus não conseguiu a emenda.

Apesar do frio que se fez sentir na “Pedreira”, o público bracarense, que hoje teve acesso livre ao estádio, não deixou de apoiar e os jogadores da casa têm respondido dentro de campo. Apesar dos três golos, faltou eficácia para ambas equipas num jogo onde a criação nos lances foi evidente.

O Sporting de Braga consegue assim afastar-se do FC Porto, que ontem empatou sem golos em terreno leixonense. Na próxima jornada, onde o Benfica já realizou o seu respectivo encontro, os minhotos defrontam-se com o rival directo na perseguição aos encarnados: o FC Porto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.