Frederico Varandas marcou presença na sala de imprensa do Estádio do Dragão para fazer uma declaração aos jornalistas, sem direito a resposta. O presidente do Sporting esteve sempre ao ataque, criticando a confusão instalada no final do FC Porto-Sporting.

"Vou fazer 43 anos e este jogo reflete o que foram os últimos 40 anos do futebol português. Reflete bem o que foram 40 anos de Pinto da Costa. O que me surpreende mais é que ver na tribuna presidentes de câmara, ilustres políticos e todos assobiam para o lado a mais num espetáculo decadente e horrível de um país que quer ser da UE e do primeiro mundo. Vimos aqui e no final do jogo, elementos da organização do evento, com coletes azuis, está filmado, a invadirem o campo e agredirem jogadores. Isto é o pior do desporto, o pior que Portugal tem a nível de desporto, ninguém tem coragem. Acha-se normal. Ganha-se um Taça e é competência. Não é por ganhar ou perder que digo o que penso", começou por dizer, antes de 'virar agulhas' para o árbitro João Pinheiro.

"João Pinheiro é um árbitro competente, mas não estava preparado para isto, não sei se algum dia vai estar preparado para esta pressão, não sei se habituou aos estádios vazios por causa da covid-19. Não chega vir ao intervalo pedir desculpa por dar amarelo ao Coates. Não chega. Era amarelo para o Taremi. Isso foi decisivo na expulsão. O Sporting joga com dez jogadores quando jamais o FC Porto daria a volta com 11. Temos um amarelo ridículo ao Palhinha e durante o jogo pede desculpa. Este árbitro amedrontou-se, não tem coragem para arbitrar um jogo destes. Sou oficial do exército, espero que os oficiais de segurança relatem tudo o que viram. Os 40 anos de Pinto da Costa ficaram demonstrados neste jogo. Em abril cá estaremos para a meia-final da Taça de Portugal e se quiserem pôr adeptos a apanhar bolas que ponham", completou.

O FC Porto manteve  os seis pontos de avanço sobre o Sporting, ao empatar em casa com os 'leões' (2-2), em jogo da 22.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Paulinho (08 minutos) e Nuno Santos (34) colocaram o Sporting a vencer por 2-0, com Fábio Vieira (38) e Mehdi Taremi (78) a empatarem para o FC Porto, que jogou em vantagem numérica desde os 49 minutos, por expulsão de Coates.

O FC Porto, que interrompeu uma série de 16 vitórias consecutivas, continua invicto na I Liga, agora com 60 pontos, mais seis do que o Sporting e 13 do que o Benfica, que tem menos um jogo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.