Já com os trabalhos de pré-temporada em pleno andamento, FC Porto, Benfica e Sporting têm ainda várias questões por resolver no que toca à colocação de jogadores com os quais os respetivos treinadores não contam para 2020/21 e que não deverão integrar os plantéis de 'dragões', 'águias' e 'leões' para esta nova época.

Se no que toca a FC Porto e Benfica o número não chega à dezena de futebolistas, no Sporting são, nada mais, nada menos do que 17 os atletas nessas circunstâncias.

Confira os 'excedentários' dos '3 grandes'

Eis o ponto de situação de cada um deles

FC Porto

Vaná (guarda-redes): Sem espaço no plantel depois da contratação de outro guarda-redes, Cláudio Ramos, o guardião brasileiro poderá sair a título definitivo ou por empréstimo, falando-se do Belenenses SAD como um dos interessados e já não deverá voltar aos 'dragões' com quem termina contrato no final de 2020/21. Na época passada esteve emprestado ao Famalicão, por quem disputou 23 partidas.

Sandy Janko (lateral-direito): O lateral-direito foi contratado há dois anos, mas foi sempre cedido a outros emblemas e uma vez mais não vai integrar o plantel do FC Porto. Depois de uma temporada cedido ao Young Boys, o lateral-direito contratado ao Saint-Étienne por 2,2 milhões de euros em 2018, nunca jogou pela equipa principal dos 'azuis e brancos' e já se falou do interesse de Bolonha e Alavés na sua contratação, embora não existam, para já, avanços nesse sentido.

Chidozie (defesa-central): Emprestado ao Leganés, por quem disputou 29 jogos, em 2019/20, voltou ao Olival, onde tem treinado, mas não integrará o plantel principal. Tem contrato até ao final da temporada de 2020/21.

Yordan Osorio (defesa-central): Terminado o período de empréstimo ao Zenit, que não exerceu a opção para a contratação definitiva do defesa venezuelano, este foi integrado nos trabalhos de pré-época dos atuais campeões nacionais, mas não deverá integrar o plantel de Sérgio Conceição e poderá rumar à Turquia, onde o Trabzonspor parece pronto para o receber, a título definitivo.

Marius (avançado): Emprestado ao Aves na segunda metade da temporada passada, onde não conseguiu marcar qualquer golo em 12 jogos, o avançado Chade tem contrato até junho de 2022 com os 'dragões', mas não entra nos planos de Sérgio Conceição e deverá voltar a ser cedido.

Fernando Andrade (avançado): Após uma temporada na Turquia por empréstimo, no Sivasspor, onde marcou sete golos em 22 jogos, o avançado brasileiro não deve voltar a contar para Sérgio Conceição, face ao elevado número de pontas-de-lança do plantel e, aos 27 anos, o jogador que chegou aos 'dragões' em janeiro de 2019, proveniente do Santa Clara, deverá voltar a ser cedido.

Benfica

Pedro Pereira (lateral-direito): Regressou do empréstimo ao Bristol City (dois golos em 22 jogos em 2019/20) e tem treinado no Seixal, mas não tem espaço nas escolhas de Jorge Jesus e deverá ser novamente emprestado, com o Bristol City novamente na linha da frente para o receber.

Lema (defesa-central): Fez apenas dois jogos a titular pela equipa principal do Benfica desde que chegou ao clube. Foi emprestado ao Peñarol, na primeira temporada, e na última época foi cedido ao Newell’s Old Boys, da Argentina. Poderá encontrar mercado no seu país natal, mas também se fala que poderá ser envolvido no negócio com o Almeria para a contratação de Darwin Nuñez.

Alfa Semedo (médio defensivo): Emprestado ao Nottingham Forest na temporada passada (dois golos em 26 jogos), está de volta ao Seixal, mas não é para ficar, apesar de ter contrato até junho de 2023.

Fejsa (médio defensivo): Regressa de empréstimo ao Alavés, mas o sérvio deverá sair em definitivo, ao fim de sete anos nas ‘águias’, mas o excesso de opções à disposição de Jorge Jesus para a sua posição no meio-campo, a sua idade e as várias lesões que já sofreu levam a que seja dado como dispensável.

Filip Krovinovic (médio centro): O médio croata realizou uma boa temporada no WBA, rumo à promoção à Premier League, mas o clube inglês acabou por não avançar para a sua contratação em definitivo. Ainda assim, e fora dos planos de Jorge Jesus, conta com interessados na sua contratação e poderá sair a título definitivo.

Chris Willock (extremo): Chegou ao Benfica em 2017, vindo a custo zero do Arsenal, mas ainda nunca jogou pela equipa principal das 'águias'. Na segunda metade da época passada foi cedido ao Huddersfield Town, por quem marcou dois golos em 14 jogos, depois de na primeira parte ter sido emprestado ao WBA, por quem apenas alinhou pelos sub-23.

Jhonder Cádiz (avançado): Contratado no início da temporada passada ao V.Setúbal, foi emprestado aos franceses do Dijon, onde marcou dois golos em 24 jogos. Deverá voltar a ser cedido esta época, podendo rumar à MLS, onde o Nashville FC parece disposto a oferecer 500 mil euros pelo seu empréstimo.

Facundo Ferreyra (avançado): Com um salário elevado e sem nunca se ter conseguido afirmar nos 'encarnados', o argentino voltará a não integrar o plantel em 2020/21 Esta época esteve emprestado ao Espanyol, onde marcou oito golos em 27 jogos, com as 'águias' a tentarem envolvê-lo num negócio de uma compra de outro jogador, tendo já sido falado como moeda de troca para facilitar a contratação de Bruno Henrique ao Flamengo ou de Darwin Nuñez ao Almeria.

Dyego Sousa (avançado): Emprestado às 'águias' pelo Shenzhen FC, o avançado luso-brasileiro, internacional português, não parece contar para Jorge Jesus, que o deixou de fora da convocatória para o encontro de domingo com o Bournemouth. O Benfica parece querer devolvê-lo ao clube chinês

Sporting

Bruno Gaspar (lateral-direto): O Olympiacos não acionou a cláusula de opção sobre o lateral português, que assim regressou a Alvalade. Aos 27 anos, o lateral-direito internacional angolano disputou 21 partidas pelo emblema grego, a quem esteve cedido, na época passada.

André Geraldes (lateral-direito): O lateral-direito de 29 anos não tem espaço no plantel do treinador Rúben Amorim e, depois de na última temporada ter realizado 35 jogos pelo Maccabi Telavive, sagrando-se campeão nacional, ainda não tem futuro definido, mas poderá voltar a ser emprestado à formação israelita.

Valentin Rosier (lateral-direito): O lateral-direito francês não convenceu na época de estreia em Alvalade, alinhando em apenas 16 partidas, e não integrará o plantel principal em 2020/21, não tendo sequer participado no estádio de pré-época. Poderá ter 'mercado' no seu país natal.

Lumor (lateral-esquerdo): Cedido ao Maiorca na última temporada, o lateral-esquerdo não entra nos planos de Rúben Amorim. Fala-se do interesse dos alemães do Hannover.

Ivanildo Fernandes (defesa-central): Está a trabalhar com a equipa B e não parece ser aposta de Rúben Amorim, apesar de o Sporting ainda procurar um central. Na temporada passada esteve na Turquia, emprestado a Caykur Rizespor e Trabzonspor.

Tiago Illori (defesa-central): O defesa-central, formado no clube e que regressou a Alvalade em 2018/19, foi outro dos jogadores que não seguiu já para o estágio realizado no Algarve. Aos 27 anos e com contrato até junho de 2024, tem trabalhado com a equipa B.

João Palhinha (médio-defensivo): O médio regressou de duas temporadas de empréstimo ao Braga e os 'leões' pretendem fazer um encaixa financeiro com a sua venda. O CSKA Moscovo parece ser o principal interessado, mas ainda não há 'fumo branco'.

Miguel Luís (médio): O médio internacional sub-21 não foi aposta de Amorim quando este chegou ao clube na segunda metade da última temporada e volta a não entrar nas contas do técnico. Sem propostas, trabalha para já com a equipa B.

Matheus Oliveira (médio): O filho de Bebeto não entra nas contas de Rúben Amorim e tem-se falado do interesse do Sport Recife, do Brasil, que quererá o médio por empréstimo. Na época passada o brasileiro esteve no V.Guimarães, onde apontou 4 golos em 27 jogos.

Bruno Paulista (médio): O agente do jogador esteve em Lisboa para tentar ajudar a encontrar uma solução. A equipa B do Sporting poderá ser uma possibilidade. Na época passada esteve emprestado ao Fátima.

Misic (médio): O médio de 26 anos que o Sporting cedeu na época passada ao PAOK tinha o prolongamento do empréstimo, por mais uma temporada, alinhavado, mas o negócio complicou-se e o dossiê não está fechado, sendo mais um 'problema' para a direção do Sporting resolver.

Eduardo (médio): Participou em 22 jogos e esteve 1041 minutos em campo pelo Sporting na época passada, depois de contratado por três milhões de euros. Não cabe nas escolhas de Amorim, não esteve no estádio no Algarve e os 'leões' pretendem vendê-lo. Fala-se que o Alavés estará interessado no seu empréstimo.

Filipe Chaby (médio): O médio de 26 anos, formado no clube de Alvalade, tem somado empréstimos, o último dos quais ao Ac:Viseu, onde apontou dois golos em 21 jogos em 2019/20. Uma vez mais, não integrará o plantel principal. Tem contrato com os 'verdes e brancos' até junho de 2023.

Rafael Camacho (extremo direito): Contratado na temporada passada ao Liverpool por 5 milhões de euros, foi outro dos que, surpreendentemente, ficou fora dos eleitos de Rúben Amorim para o estágio de pré-temporada dos 'leões'. Apontou golos em jogos em 2019/20, mas está no 'mercado' e o futuro deverá passar pelo estrangeiro.

Marcus Acuña (extremo esquerdo): O argentino não seguiu com o resto do plantel para o estágio realizado no Algarve e tem treinado à parte. O Sporting pretende vender o jogador, há vários interessados, com destaque para o Sevilha, mas até agora nada de conclusivo.

Diaby (avançado): Autor de seis golos em 27 jogos pelo Besiktas, a quem esteve emprestado, na temporada passada, o avançado maliano de 29 anos não conta em Alvaalde, onde chegou no verão de 2018. Tem contrato até junho de 2023.

Leonardo Ruiz (avançado): O avançado colombiano regressou ao Sporting este verão após uma época de empréstimo ao Varzim, está a treinar com a equipa B dos 'leões'. Segundo o próprio jogador, o Sporting tem na mão várias propostas. Em 2019/20, Ruiz esteve emprestado ao Varzim, por quem assinou 14 golos em 23 jogos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.