Aos 39 anos, este antigo internacional português, que fez carreira em clubes como FC Porto, Lázio, Inter Milão, entre outros, começou como adjunto no Standard Liège na temporada 2010/2011.

A sua primeira experiência como treinador principal aconteceu na temporada seguinte quando entrou a meio da época 2011/2012 para substituir Daúto Faquirá no comando do Olhanense. Em Olhão levou o clube ao 8.º lugar do campeonato, com 38 pontos. Mas problemas com a direção no ano seguinte assim como a crise financeira do Olhanense levaram a saída do jovem técnico, que esteve pouco tempo sem emprego.

Sérgio Conceição acabou por ser o escolhido por José António Simões para comandar a Académica após a saída de Pedro Emanuel, num regresso a uma casa que bem conhecia, onde fez parte da sua formaÁ„o como futebolista. A equipa vinha de maus resultados, a manutenção estava em perigo mas Conceição conseguiu levar os "estudantes" ao 11.º posto na 1.™ Liga. Na época seguinte melhorou a classificaÁ„o e colocou a Académica num honroso 8.º posto com 39 pontos.

O seu trabalho à frente da Briosa não passou despercebido a António Salvador que o foi resgatar para comandar as "tropas" na presente temporada. Apesar da juventude, Sérgio Conceição já deu mostras da sua qualidade enquanto técnico. Muito disciplinado e exigente, as equipas de Conceição s„o muito organizadas, solidárias e muito difíceis de bater. No Minho o técnico terá de ter mais cautelas quando se dirigir aos árbitros. O seu temperamento já lhe valeu várias suspensões no passado, pelo que terá de ter mais cuidado com no banco bracarense.

Rúben Micael, "a estrela"

Para chegar aos objetivos, o Braga irá precisar das exibições de Ruben Micael. Prestes a iniciar a sua terceira época no clube, Ruben Micael tem sido um dos jogadores mais influentes do plantel. O ex-médio do Nacional, FC Porto e Atlético Madrid não esteve tão fulgurante na época passada, fruto também dos maus resultados da equipa e de algumas lesões mas este ano promete assumir um papel muito importante no esquema de Sérgio Conceição.

Homem das bolas paradas, cabe a Rúben Micael organizar todo o jogo ofensivo dos minhotos. A sua vis„o e leitura de jogo, capacidade de passe e técnica de remate fazem dele um médio ofensivo perigoso e goleador, pela forma como chega tarde a área contrária para finalizar as jogadas. Prestes a completar 28 anos, o internacional português pode voltar ‡ lista de Paulo Bento. Para tal, precisa de se destacar ainda mais no Braga. E ninguém melhor do que Sérgio Conceição para fazer o jogador render o que se espera dele.

Rafa, a sensação

Rafa chegou ao Braga na temporada passada vindo do Feirense onde era a estrela da equipa. Com apenas 21 anos, deu nas vistas nos minhotos mas ainda n„o percebia t„o bem o jogo coletivo. Depois de um início fulgurante, foi preciso Jesualdo Ferreira chama-lo a atenção e mostrar-lhe o que tinha de melhorar para agarrar um lugar no onze. Depois de vários jogos na equipa B do Braga, Rafa voltou mais maduro, mais responsável e mais jogador de equipa.

Apesar da má época dos minhotos, o jovem médio foi dos que mais se destacou a ponto de ser incluído nos 23 de Paulo Bento que representaram Portugal no Mundial2014.

Muito se tem falado numa possível transferência para o estrangeiro mas Sérgio Conceição já disse que conta com ele. O treinador sabe que se conseguir manter Rafa e Éder, os jogadores com mais mercado, terá uma equipa muito mais forte para atacar todas as competições esta época. O jovem internacional português dever· ser um dos homens das alas, juntamente com o colombiano Pardo, no apoio ao ponta-de-lança Éder.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.