Godinho Lopes não pensa ir além de «duas contratações» para a época que se avizinha, sem no entanto adiantar quais as posições.

Essa matéria tem de ser discutida em conjunto. Tudo tem a ver com organização da equipa principal e da B, o número de jogadores que vem da formação, porque há uns que irão para a equipa B e outros que terão possibilidade de ir para o conjunto principal. O reforço não é obrigatório que seja uma contratação...», explicou em entrevista ao jornal A Bola.

O dirigente falou ainda de Sá Pinto, que renovou esta semana por mais um ano com os leões, frisando que «se fez a escolha acertada naquele momento do Sporting».

«Ele conseguiu um conjunto de resultados positivos. Não foi só a empatia com o público e com a equipa, mas também a forma como a equipa respondeu dentro de campo, com a determinação que se espera. Trouxe uma sequência de resultados, o que permitiu aumentar a simpatia com o público, demonstrou que para além de sportinguista tem capacidade técnica, isto na forma como montou e armou a equipa em jogos complicados que venceu. Portanto, sentimo-nos bem nesta perspetiva. Além disso, deu alma à equipa. Penso que é de inteira justiça termos-lhe renovado o contrato até 2014», sublinhou Godinho Lopes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.