A lesão do guardião não é grave, mas é impeditiva de dar o seu contributo no imediato e o clube minhoto tem dentro de pouco mais de 20 dias a primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, pelo que a operação foi abortada.

A pré-época bracarense tem sido atribulada no que à questão dos guarda-redes diz respeito.

Face à saída de Eduardo (inesperadamente turbulenta e ainda por definir), à grave lesão do reforço ex-Benfica Quim (rotura total do tendão de Aquiles direito), à transferência de Kieszek para o FC Porto e, agora, à contratação gorada de Bialkowski, o Sporting de Braga continua a ter de ir ao mercado contratar dois guarda-redes para se juntarem ao jovem Diego.

Quanto à transferência de Eduardo, alguma imprensa diz que o titular da selecção nacional no Mundial da África do Sul está muito próximo de assinar pelo Génova, mas o clube bracarense revelou hoje que apenas recebeu propostas de clubes ingleses e espanhóis no valor de 6,5 milhões de euros e nenhuma dos transalpinos.

Como o que existe é uma cláusula indemnizatória e não de rescisão, o clube que pretenda Eduardo terá de chegar a acordo com os responsáveis “arsenalistas”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.