O futebolista do Benfica Henrique Araújo foi punido com um jogo de suspensão por declarações após um jogo, enquanto a multa de quase 65 mil euros foi aplicada ao clube ‘encarnado’, esclareceu hoje o Conselho de Disciplina (CD) federativo.

Em comunicado, o órgão disciplinar da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) esclareceu que o avançado do Benfica foi castigado com um jogo e 535 euros de multa, por declarações após a derrota do Benfica B no terreno do Rio Ave, por 2-1, para a II Liga, na época passada.

“O jogador foi sancionado com um jogo de suspensão e 535 euros de multa por declarações prestadas a seguir a jogo em que, referindo-se à equipa de arbitragem, afirmou, nomeadamente, que ‘não nos deixaram ganhar’”, lê-se no comunicado.

Os atos remontam a 17 de abril último, mas o castigo a Henrique Araújo foi comunicado na terça-feira pelo CD, que seguiu a proposta da sanção da Comissão de Instrutores da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), tendo em conta o artigo 158.º do Regulamento Disciplinar do organismo que rege as competições profissional.

“Os jogadores que usem expressões, verbalmente ou por escrito, ou façam gestos de caráter injurioso, difamatório ou grosseiro são punidos: a) no caso de expressões dirigidas contra a equipa de arbitragem, com a sanção de suspensão a fixar entre o mínimo de um e o máximo de quatro jogos e, acessoriamente, com a sanção de multa de montante a fixar entre o mínimo de 15 unidades de conta (UC, 102 euros cada) e o máximo de 75 UC”, detalha o referido artigo.

No mesmo processo disciplinar, o diretor do Benfica Rui Pedro Braz foi multado em 1.020 euros, por duas infrações disciplinares, e o clube em 64.770, por quatro infrações.

No comunicado de hoje, o CD ressalvou que “é a prevenção da violência no desporto que impõe quer ao regulador desportivo quer aos aplicadores dos Regulamentos a dissuasão dos comportamentos que podem potenciar as condutas de intolerância e a violência, para proteção dos valores desportivos, dos agentes desportivos e dos adeptos do futebol”.

“Todos estamos vinculados pelo dever de prevenir condutas, como as ocorridas num passado recente, de intolerância e violência para com concretos agentes desportivos”, rematou o CD.

Na quarta-feira, o Benfica anunciou a contestação deste castigo com um recurso junto do Tribunal Arbitral do Desporto (TAD).

Com este castigo, Henrique Araújo vai falhar a visita do Benfica, líder da I Liga, ao Vitória de Guimarães, no sábado, da oitava jornada.

Leia o comunicado na íntegra:

"O Conselho de Disciplina entende dever esclarecer o seguinte, em face da desinformação relacionada com processo disciplinar que determinou o sancionamento de clube, dirigente desportivo e jogador:

1. A multa de 64.770 euros não foi aplicada como consequência das declarações do jogador, foi aplicada ao clube pelo concurso de 6 (seis) infrações disciplinares e resultou da apensação de 5 (cinco) processos disciplinares.

2. O jogador foi sancionado com 1 jogo de suspensão e 535 euros de multa por declarações prestadas a seguir a jogo em que, referindo-se à equipa de arbitragem, afirmou, nomeadamente, que "não nos deixaram ganhar".

3. É a prevenção da violência no desporto que impõe quer ao regulador desportivo quer aos aplicadores dos Regulamentos a dissuasão dos comportamentos que podem potenciar as condutas de intolerância e a violência, para proteção dos valores desportivos, dos agentes desportivos e dos adeptos do futebol. Todos estamos vinculados pelo dever de prevenir condutas, como as ocorridas num passado recente, de intolerância e violência para com concretos agentes desportivos."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.