Prioridade para o plantel de Paulo Sérgio, Hugo Viana esteve muito próximo de regressar à casa que o formou enquanto jogador de futebol, e da qual saiu em 2002 para rumar ao Newcastle, a troco de 12,5 milhões de euros para os cofres de Alvalade.

O médio de 27 anos do Valência, emprestado na época passada ao Sporting Braga, desmentiu publicamente Costinha sobre as razões que o impediram de regressar ao Sporting na próxima época.

“Gostaria de ter falado sobre o Sporting se as negociações tivessem chegado a bom porto, mas vejo-me obrigado a esclarecer este assunto devido às declarações do director para o futebol, Costinha. Quis e fiz força para voltar e aceitei baixar o meu salário em cerca de 40 por cento. Por isso, as razões apresentadas por Costinha, de que a minha vinda não se tornou realidade porque não aceitei baixar o meu vencimento, são falsas”, afirmou o médio.

Sobre as reais razões que levaram o Sporting a abortar as negociações, Hugo Viana afirmou apenas que não se tratou de uma questão financeira, e que o clube de Alvalade tem todo o direito em escolher as melhores opções para reforçar o plantel. No entanto, Hugo Viana frisa que fez tudo para regressar ao Sporting.

“Eu, Costinha e Jorge Mendes sabemos que não foram razões financeiras que impossibilitaram o meu regresso. Mesmo abdicando do meu salário quero referir que o Sporting e os seus responsáveis têm toda a legitimidade para tomarem as opções que entenderem ser as mais acertadas para reforçar a equipa. Para mim, importante é que fiz tudo para regressar.”

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.