“Temos a obrigação de ganhar sempre em casa. Demos o máximo para isso mas não fomos além do empate. Já estávamos à espera de um Belenenses defensivo”, disse Hulk, após o empate (1-1) com o Belenenses na abertura da nona jornada da Liga.

Para o possante avançado portista, o golo dos azuis do Restelo logo após o intervalo condicionou fortemente a estratégia da equipa de Jesualdo Ferreira. “Complicou ainda mais a vida. Devíamos ter mostrado mais concentração”, frisou Hulk, alheio às críticas  das bancadas que se fizeram sentir em certos momentos: “Os assobios? São normais. Fico mais triste é com o empate.”

Por outro lado, o avançado mostrou-se “aborrecido” com a arbitragem de Olegário Benquerença: “Nas bolas disputadas parece que há sempre falta dos jogadores do FC Porto.”

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.