Humilhação, massacre e demolição são algumas das expressões utilizadas pelas edições na internet de alguns jornais estrangeiros para descrever a goleada por 5-0 do FC Porto sobre o Benfica, na 10.ª jornada da Liga portuguesa de futebol.

O francês L’Equipe aplica como título “Porto humilha Benfica”, acrescentando que o líder “impôs-se facilmente contra o Benfica”, num encontro que se tornou “num pesadelo para David Luiz e Luisão, que se depararam com os ataques adversários”.

“FC Porto rebenta com Benfica”, destaca, por seu lado, o France Football, enaltecendo a liderança “sólida” dos “azuis e brancos”, enquanto os “campeões em título estão a 10 pontos dos ‘dragões’”.

Nos espanhóis AS e Marca a primeira referência ao “clássico” é de que “o FC Porto deu um grande passo para conquistar o título”.

A página da Internet da francesa RMC substitui esta expressão por outra, igualmente destrutiva: “FC Porto demoliu Benfica”

O brasileiro Diário do Grande ABC prefere destacar a prestação de Hulk, reconhecendo que o brasileiro “brilha em goleada do FC Porto sobre o Benfica”, enquanto o sítio da Globo, enaltece outras qualidades: “A força de Hulk”.

“FC Porto acaba com o Benfica e abre vantagem de 10 pontos na liderança”, sintetiza a versão brasileira do portal ESPN.

No sítio da Internet goal.com, na abordagem aos “latinos pelo Mundo”, é enaltecida a prestação do avançado Falcao: “Intratável na goleada categórica do FC Porto sobre o Benfica”.

“O colombiano despachou, com dois golos, no grande triunfo do ‘superlíder’ diante do seu perseguidor imediato”, detalha a notícia, descrevendo o jogo como “um verdadeiro massacre”.

Falcao merece ainda atenção, no sítio da colombiana Rádio Caracol, que assegura que o “maior clássico do futebol português foi colorido, claramente, de tons azuis e brancos”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.