O início do debate instrutório do processo túnel da Luz, programado para hoje, foi adiado para 29 de março, sem a presença dos cinco futebolistas do FC Porto, acusados de agressões a dois seguranças, em 2009.

O adiamento do debate instrutório, requerido por Hulk, Helton, Sapunaru, Cristian Rodriguez e Fucile, dispensados de comparecerem no 5.º Juízo do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, foi comunicado aos advogados das partes no final da manhã de hoje, desconhecendo-se as razões.

Os futebolistas do FC Porto são acusados de agressões aos dois "stewards" em serviço no jogo Benfica-FC Porto, da 14.ª jornada da Liga da temporada de 2009/10, que os benfiquistas venceram por 1-0.

Sandro Correia e Ricardo Silva requereram à SAD do FC Porto uma indemnização superior a 45 mil euros.

O montante que os dois seguranças pretendem ser ressarcidos pelas agressões - murros e pontapés - destina-se a ser doada a uma instituição e ao valor pedido acrescem os juros vencidos até à data da interposição do pedido, a 19 de outubro, e os vincendos até efetivo e integral pagamento.

Os brasileiros Hulk e Helton, os uruguaios Cristian Rodriguez e Fucile e o romeno Sapunaru alegaram terem sido injuriados e difamados e avançaram com uma queixa particular contra os seguranças.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.