O Internacional de Porto Alegre, clube brasileiro onde alinhava Walter, novo reforço do FC Porto, criticou hoje a atitude do futebolista internacional sub-20 “canarinho” e do seu empresário Juan Figer.

“Incomodei-me muito, como há muito tempo não o fazia. Foi uma postura lamentável de várias pessoas no processo. No fim, acedi a vendê-lo ao Rentistas (clube do Uruguai, propriedade de Juan Figer), sabendo que ele iria para o FC Porto”, lamentou Vitorio Piffero, à Rádio Bandeirantes.

“Walter forçou a saída, instruído que foi pelo empresário, criando um péssimo clima no balneário do Inter. Ou aceitávamos uma proposta, ou o jogador ficaria mais três anos apenas a correr à volta do relvado. Dos males o menor, mas volto a dizer que foi uma situação terrível que vai nos fazer rever a parceria com esse empresário”, criticou.

O FC Porto oficializou na quarta-feira a contratação de Walter por seis milhões de euros por 75 por cento do seu passe: o atleta estava em Portugal há mais de uma semana, mas, face às complicadas negociações, só agora a sua contratação foi confirmada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.