O treinador Artur Jorge disse hoje que o jogo no terreno do Arouca, domingo, da quarta jornada da I Liga de futebol, será "complicado do ponto de vista emocional" para manter o desempenho do Sporting de Braga.

Os minhotos contam com dois triunfos e uma vitória, que lhes garantem o segundo lugar e o melhor ataque da prova, com 11 golos, enquanto o Arouca soma duas vitórias, sendo sétimo classificado.

Artur Jorge destacou o bom arranque das duas equipas e o facto de estarem apenas “separadas por um ponto”.

“Diz-me a prudência que devemos olhar para este desafio com a máxima seriedade e o mesmo respeito que tivemos com os outros adversários. Vai ser um jogo difícil, complicado do ponto de vista emocional para manter a performance que temos tido”, disse na conferência de imprensa de antevisão.

O técnico frisou, contudo, que a equipa está “preparada” para “poder atacar o jogo” e mostrou satisfação pela anunciada forte presença de adeptos ‘arsenalistas’ em Arouca.

“Nunca funciona como pressão, quero ter o estádio cheio de bracarenses. Para mim, é motivador e animador saber que temos agradado aos nossos adeptos. Espero que possam estar em grande número em Arouca, porque isto nunca será um trabalho de um homem só e queremos os nossos adeptos para passarem energia positiva”, disse.

As exibições dos bracarenses têm sido elogiadas pela crítica e o treinador diz gostar “do elogio e do reconhecimento” pelo que a equipa tem feito até agora, mas considera que esta pode “evoluir ainda mais”.

“Mas, isso não nos desvia do foco. Estamos mentalizados para saber que o elogio é em função do que temos feito, sabendo que temos ainda margem de crescimento porque podemos evoluir ainda mais, ter mais rendimento para tirar todo o potencial que esta equipa pode ter”, disse.

A Liga Europa começa a 08 de setembro, com o Sporting de Braga a disputar seis jogos em cerca de dois meses. O treinador antevê um ciclo competitivo intenso, mas a prioridade passa ainda por “solidificar” a nova ideia de jogo que implementou (4x4x2), pelo que não é expectável haver mudanças de fundo no ‘onze’.

“O nosso foco está nos dois jogos imediatos, Arouca e Vitória de Guimarães. Temos um ótimo plantel, mas é importante para mim consolidar e solidificar uma ideia de jogo e uma estrutura que alterámos em relação aos dois últimos anos. As apostas serão ainda as mais recorrentes, o que não quer dizer que os outros não estão preparados, como prova a resposta que têm dado quando entram”, disse.

Questionado sobre se os últimos dias de mercado, que fecha em 01 de setembro, podem desestabilizar a equipa, disse que o plantel é “imune” à “especulação”.

“Estou muito satisfeito com os jogadores que tenho, confio em todos eles e estamos preparados para continuar a ganhar”, disse.

Mario González foi emprestado aos belgas do OH Leuven até ao final da temporada, depois de o treinador ter dito contar com o avançado espanhol no domingo, no final da goleada por 5-0 ao Marítimo. Hoje, Artur Jorge frisou “não ter a intenção” de colmatar essa saída “neste momento”.

“O Mario González fazia parte do plantel a essa data. Temos um grupo consistente, equilibrado e com jogadores com capacidade para dar resposta. Podem surgir oportunidades de negócio, ou mesmo decisões dos jogadores, mas o que pretendemos é contar com estes para fazer face ao que aí vem, com dois meses já com grande densidade competitiva e em que todos serão importantes”, disse.

O lateral direito espanhol Victor González continua de fora por lesão.

Sporting de Braga, segundo classificado, com sete pontos, e Arouca, sétimo, com seis, defrontam-se a partir das 18:00 de domingo, no Estádio Municipal de Arouca, jogo que será arbitrado por Gustavo Correia, da Associaçãod de Futebol do Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.