O Estoril-Praia recebeu e venceu hoje o Desportivo das Aves por 3-2, em jogo da 15.ª jornada da I Liga de futebol, regressando às vitórias para o campeonato 11 jogos depois.

Lucas Evangelista, aos 42 minutos, Allano (51) e Cléber (67) foram os autores dos golos da equipa da 'linha', que também já não vencia há 13 jogos para todas as competições, tendo pelo Aves marcado Paulo Machado (45 e 90+3).

No final do jogo, o treinador do Estoril-Praia, Ivo Vieira, mostrou-se naturalmente satisfeito com a primeira vitória da sua equipa em 11 jogos e dedicou o triunfo aos adeptos 'canarinhos'.

"Ficou bem patente o que aconteceu no jogo. O Estoril foi melhor do que o Aves. Sabíamos que iríamos defrontar uma equipa com o bloco baixo. Preparámos a equipa nesse sentido. Fomos para o intervalo empatados injustamente. Na segunda parte, corremos riscos, criámos mais oportunidades para além dos dois golos que marcámos. Era esta vitória que queríamos dar aos adeptos do Estoril. Os jogadores foram fantásticos, deram tudo o que tinham. Ainda não conquistámos nada, apenas vencemos um jogo", começou por dizer Ivo Vieira à Sport TV.

"Ao intervalo, disse aos jogadores que tínhamos trabalhado na primeira parte para fazer mais do que um golo e o Aves nada tinha feito. Na segunda parte, fizemos dois golos. No jogo de hoje, criámos menos oportunidades de golos que noutros jogos. Hoje, marcámos três. Poderíamos ter vencido de forma mais consistente, não havia necessidade de ter passado pelo que passámos nos últimos dois ou três minutos", acrescentou o técnico do Estoril-Praia sobre o jogo.

Com esta vitória, o Estoril abandona a última posição do campeonato e fica acima da linha de despromoção, no 16.º lugar com 11 pontos, enquanto o Aves é 13.º com 13.

"Esta vitória não nos dá folga. O Estoril tem de continuar a trabalhar com dedicação para conquistar resultados como os de hoje. Os que ganham e querem vencer mais vezes são os que têm um futuro risonho. É isso que queremos. Acreditámos naquilo que fazemos", frisou o treinador do Estoril-Praia.

"O Estoril teve um período muito longo sem marcar golos, é verdade. Quando cheguei cá e já com o trabalho que vinha anteriormente disse que os golos acabariam por aparecer. Era preocupante se não atacássemos e se não criássemos oportunidades de golo", sentenciou Ivo Vieira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.