Jackson Martínez abordou as mensagens que lhe foram enviadas por adeptos do Benfica, depois de ter falhado uma grande penalidade no encontro do Dragão entre o Portimonense e o FC Porto.

"Existiriam sempre comentários, quer a bola entrasse ou não. Vivo bem com essas situações e até compreendo os adeptos do Benfica que me enviaram mensagens e que pensam que me vendi, ou que errei propositadamente, pois isso faz parte do futebol. Os adeptos, na generalidade dos casos, movem-se apenas pelo lado emocional. Não tenho de dizer-lhes que não falhei de propósito, e quem me conhece sabe que queria fazer golo e colocar o Portimonense em vantagem num momento importante do jogo. Na mesma baliza já tinha marcado um penálti e falhado outro contra o Benfica, de forma idêntica.

Ainda assim, o jogador não se mostra sentido em relação a essas críticas e refere ter grande respeito pelos adeptos do Benfica.

"Sempre tive um grande respeito pelos adeptos do Benfica e continuarei a ter. Não será por meia dúzia que a essência do futebol muda. A rivalidade faz parte do jogo", afirmou.

Apesar das limitações, o dianteiro garante que é a paixão que o faz continuar.

"Estou de acordo quando dizem que já não deveria jogar, mas esquecem-se de algo: paixão. Não queria acabar a carreira sem sentir de novo essa paixão. Tem sido uma luta difícil, com sacrifícios, mas consegui", acrescenta.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.