Jesualdo Ferreira foi esta quinta-feira apresentado como treinador do Sporting de Braga, regressando ao clube da I Liga de futebol para cumprir um contrato de três temporadas, após uma primeira passagem no clube minhoto entre 2003 e 2006.

«Vim para Braga por uma questão de afeto e gratidão, não esqueço que na altura, precisei do Braga para continuar a minha carreira. O sentimento de gratidão é um dos mais nobres num ser humano. Quando o presidente me abordou, há uma semana, não pensei muito, deixei-me levar pelo sentimento e pelo afeto», afirmou o técnico, em conferência de imprensa, no Estádio Municipal de Braga.

Depois de ter orientado o Sporting na segunda metade da época 2012/13, o treinador de Mirandela, de 67 anos, sucede a José Peseiro no comando da equipa bracarense, que terminou o campeonato da I Liga na quarta posição, falhando a presença no "play-off" da Liga dos Campeões.

Tricampeão com o FC Porto, nas quatro épocas em que representou os "dragões" (2006-2010) logo depois de deixar o Braga, Jesualdo Ferreira deixou o seu nome ligado à pior época da história do Sporting, que terminou a Liga na sétima posição e falhou a presença nas competições europeias, embora o técnico tenha minorado os estragos, já que apanhou a equipa em janeiro à 14.ª jornada, no 12.º lugar.

Sem acordo com o presidente Bruno de Carvalho para continuar no Sporting, ao qual chegara pela mão de Godinho Lopes para ocupar o lugar de "manager" em dezembro de 2012, o treinador inicia agora mais uma etapa em Braga, de novo ao lado de António Salvador, que há 10 anos, então recém-eleito, lhe abriu as portas do clube, após a saída do Benfica em finais de 2002.

Antigo selecionador de sub-21 e sub-20, o técnico passou também por Rio Maior, Torreense, Académica, Silves, Atlético, Estrela da Amadora, Alverca, FAR Rabat, de Marrocos, Málaga, de Espanha, e mais recentemente pelo Panathinaikos, da Grécia, onde esteve entre 2010 e o início da época 2012/13.

Jesualdo Ferreira foi o quarto a orientar os três "grandes" portugueses, depois do chileno Fernando Riera, do brasileiro Otto Glória e de Fernando Santos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.