O treinador do Marítimo, Pedro Martins, considerou hoje que o jogo de domingo, com o Vitória de Guimarães, da 21.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, «é importante mas não é decisivo» para a sua equipa.

Na luta pelo quarto lugar, que dá acesso a uma prova europeia, o treinador dos insulares afirmou que a partida «é mais decisiva para o adversário», que também persegue o objetivo de qualificar-se para uma prova europeia.

«O jogo não é decisivo para o Marítimo, mas é importante. Creio que é mais decisivo para o Vitória de Guimarães, que luta pelo quinto lugar», explicou Pedro Martins, em conferência de imprensa.

Ainda assim, o treinador do conjunto insular garantiu que a sua equipa vai ao Estádio D. Afonso Henriques com o propósito de somar os três pontos.

«É mais um jogo importante e, como tal, será encarado por nós com espírito de vitória. Sabemos que não vai ser fácil, porque o Vitória tem um público que apoia muito e, por isso, temos de ter um controlo emocional muito forte, para o qual os meus jogadores estão preparados», observou.

Pedro Martins acredita que com uma vitória a equipa ficará mais próxima de conseguir o objetivo que persegue. «Acredito que vai ser um bom jogo. Vamos tentar vencer para ficarmos mais próximos daquilo que perspetivamos no início da época», adiantou, afirmando ainda que o Vitória de Guimarães «é uma equipa consistente no seu todo».

O facto de o Marítimo ter tido três jogadores nas seleções nacionais é algo com o qual o grupo convive normalmente, porque «já estava definido».

«Resta saber em que condições físicas regressam, uma vez que só amanhã (sábado) poderei contar com o Heldon, que ainda não chegou», explicou.

Pedro Martins adiantou ainda que, em Guimarães, o titular da baliza será Salin, uma vez que Peçanha «não vai recuperar a tempo» de uma lesão.

O treinador "verde-rubro" disse ainda pretender ficar na história do clube: «Como qualquer treinador, gostaria muito de ficar na história do clube, não por ter feito mais pontos ou por conseguir a Europa, mas por ter sido um dos bons técnicos que passaram pelo clube», explicou.

Pedro Martins considerou ainda que, caso a equipa vença os dois próximos jogos, em Guimarães e depois nos Barreiros, frente ao Feirense, o Marítimo ficará muito próximos da Europa e «só mesmo uma catástrofe» o afastaria desse caminho.

O Marítimo, quinto classificado da Liga, com 38 pontos, defronta na noite (19h15) de domingo o Vitória de Guimarães, sexto colocado, com 29, em jogo relativo à 21.ª jornada da Liga portuguesa de futebol que será arbitrado pelo setubalense João Ferreira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.