Depois de um adiamento, esta segunda-feira sempre houve jogo na Choupana com o Benfica a vencer o Nacional por 4-1. Jonas marcou os três golos do encarnados (23', 57' e 63), Mitroglou marcou o quarto tento (89'). Soares apontou o tento dos insulares (50').

Com um avançado como Jonas, os defesas centrais sabem de antemão que espaço é coisa que o brasileiro não pode ter, mas parece que hoje essa verdade de “La Palice” não foi interiorizada pelos insulares.

O brasileiro perdoou um golo incrível aos 22 minutos de jogo, daqueles de todos pormos a mão na cabeça. Parecia que não era o dia dele, mas um minuto depois essa ideia desapareceu por completo. Cruzamento de Carcela e lá estava o pistoleiro de mira afinada a cabecear para o primeiro do jogo.

O Nacional decidiu então entrar no jogo finalmente com Soares a encabecear esta reação. O brasileiro rematou fora da área e meteu Júlio César em sentido (29'). Segundos depois cabeceava por cima. E o jogo parecia estar relançado.

E na segunda parte, tudo mudou por culpa dos jogadores do Benfica. Jardel e Lisandro López colocaram-se com cerimónias dentro da área e Soares aproveitou para empatar a partida (50').

O Benfica poderia ter tremido, por culpa própria, mas a confiança inabalável de Jonas depressa fez desaparecer qualquer dúvida que pudesse surgir. Bom lance do Benfica na sequência de um lançamento de linha lateral e Jiménez surgiu junto à linha de fundo a cruzar para um remate de primeira de Jonas, e estava assim feito o 2-1.

E o jogo ficaria sentenciado pouco depois, novamente com um tiro certeiro do brasileiro, o D. Sebastião dos encarnados, quando o nevoeiro voltava a rondar a Choupana. O avançado marcou o 18.º golo no campeonato, tendo uma média superior a um por jogo. Desta vez foi André Almeida a ser o assistente de serviço e Jonas mais uma vez, com espaço, entre os centrais, a cabecear para o 3-1.

O resultado poderia ter mudado até final a favor do Nacional e, mais uma vez, por culpa dos jogadores do Benfica. Mau passe de Fejsa e a bola a sobrar para Soares que não aproveitou a prenda à entrada da área

Se as coisas já estavam praticamente arrumadas, Mitroglou, entrado na segunda parte, deu contornos de goleada a este jogo ao apontar o 4-1 aos 89 minutos numa boa jogada individual.

Com esta vitória, o Benfica passa a somar 40 pontos e sobe ao segundo lugar em igualdade com pontual com o FC Porto. Já o Nacional está com 17 pontos no 14.º posto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.