O treinador da Académica, Jorge Costa, ficou desagradado com o empate em casa com o Olhanense (1-1), no arranque a 2.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, enquanto o técnico adversário, Daúto Faquirá, considerou o resultado justo.

"Custa muito perder os três pontos nos instantes finais. Houve duas coisas que me desagradaram: na segunda parte desorganizámo-nos e, depois do golo, deveríamos ter sido mais inteligentes, segurando o resultado", afirmou o técnico da "Briosa", após o encontro.

Embora reconhecendo que "o Olhanense foi superior na segunda parte" por demérito dos 'estudantes', Jorge Costa reiterou que a sua equipa até esteve bem no primeiro tempo e que, à segunda jornada, alcançar quatro pontos significa que a Académica até está bem.

Por sua vez, Daúto Faquirá considerou justo o desfecho do encontro. "Os resultados são sempre justos, pois parece-me que o jogo foi repartido", sublinhou.

"A Académica foi melhor do que nós na primeira parte, criou mais oportunidades, enquanto na segunda parte estivemos melhor. Podíamos ter feito golo mais cedo e, apesar de estarmos a perder nos últimos cinco minutos, tivemos capacidade em acreditar", concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.