O Sporting recebeu e venceu hoje o Nacional, por 2-0, com golos do holandês Bas Dost, melhor marcador da I Liga portuguesa de futebol, que passou a liderar a corrida à Bota de Ouro europeia.

No Estádio José Alvalade, em Lisboa, o avançado 'leonino' marcou aos 13 e aos 34 minutos e atingiu os 24 golos no campeonato, ultrapassando o argentino Lionel Messi (FC Barcelona) e o gabonês Pierre-Emerick Aubameyang (Borussia Dortmund) na luta pelo prémio de melhor marcador na Europa.

"É sempre importante ganhar, mas gostei mais da exibição na primeira parte e até o Alan Ruiz sair. Depois disso a equipa perdeu qualidade de jogo e ideias ofensivas... Defensivamente estivemos serenos e controlámos o Nacional. As substituições pioraram a equipa, pensei que os dois jogadores que entraram (Podence e Bruno César) podiam dar alguma velocidade mas, pelo contrário, isso não aconteceu. Foi pena que na última meia-hora não tenhamos procurado o terceiro golo. Não é que isso seja a minha mentalidade mas é o que tenho de criar aqui. As culturas vencedoras trabalham-se em diferentes componentes", começou por dizer Jorge Jesus em declarações à Sport TV.

Questionado sobre os protestos que protagonizou junto ao árbitro assistente pela anulação de um golo a Bas Dost, Jorge Jesus assumiu que errou e pediu desculpa.

"Protestei com o golo anulado ao Bas, mas quero pedir desculpa ao assistente porque decidiu bem", acrescentou o técnico leonino.

Os 'leões' seguem no terceiro lugar, com 54 pontos, a nove do Benfica e a oito do FC Porto, que ainda não jogaram nesta ronda, enquanto o Nacional caiu para o último lugar, com 17 pontos, tantos quanto o Tondela.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.