Depois de um mercado de transferências em que o Benfica foi dos clubes que mais gastou na Europa, os encarnados preparam-se para dar um passo atrás nos gastos com jogadores.

A ideia foi transmitida por Jorge Jesus na conferência de antevisão do jogo de hoje, frente ao Belenenses SAD. O técnico do Benfica realçou o impacto que a pandemia teve em todo o mundo e que impede que o investimento venha a ser semelhante a anos anteriores.

"Temos de nos preparar. Todos os clubes no mundo não vão investir tanto, tirando algumas exceções. É um processo natural que acontecerá ao Benfica e a todas as equipas. Com a capacidade financeira que têm, já não vão fazer grandes investimentos. Acredito que durante a próxima época todas as equipas, incluindo o Benfica, vão ter de pôr travão", afirmou.

O técnico realçou ainda que até os contratos, em todo o futebol, poderão ter de sofrer alterações.

"Até os treinadores e os jogadores têm de se preparar para terem os contratos deles serem diferentes do que eram. Isto está a passar por todas as áreas profissionais e não passa no futebol? Claro que passa", acrescentou.

Os avisos de Jorge Jesus surgem depois de uma época em que o Benfica foi o clube português que mais gastou em jogadores, com um valor que alcançou os 105 milhões de euros e que deixou os encarnados no 7.º lugar dos clubes europeus que mais gastaram. Um valor que não deverá ser visto na próxima temporada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.