O treinador do Benfica saiu do 'clássico' claramente satisfeito com o empate diante do FC Porto. Jorge Jesus assumiu em conferência de imprensa que o resultado 'foi melhor' para o Benfica, mas recusou a ideia de que o 'título' está praticamente garantido com três pontos de avanço sobre os rivais do FC Porto.

Na primeira intervenção de Jorge Jesus sobre o 'clássico' ds 30ª jornada, o técnico do Benfica fez questão de frisar o apoio das bancadas e o elevado nível tático que ambas equipas demonstraram em campo.

"O cenário foi lindo, tivemos um ambiente fantástico em que os adeptos participaram do primeiro ao último minuto com a equipa e o futebol é muito disto, este ano temos tido este ambiente nos nossos jogos, hoje foi muito melhor, o jogo foi muito emotivo, o facto de o resultado estar 0-0 fez com que houvesse muita adrenalina tanto nos jogadores como nos adeptos o que fez também que essa adrenalina das bancadas entrasse para o campo", começou por dizer Jorge Jesus em conferência de imprensa no estádio da Luz.

"Foi um jogo muito bem jogado na componente tática, o que não é normal em Portugal haver este tipo de rapidez no jogo. Foram duas equipas que conseguiram anular-se, houve duas ocasiões de golo, ambas num ressalto, tanto na jogada do Jackson, como na do Fejsa", acrescentou o Jorge Jesus.

"O Benfica e o FC Porto controlaram-se sempre nas movimentações das equipas. Na primeira parte, o FC Porto tirou-nos a bola e a capacidade de jogo ofensiva, mas na componente defensiva conseguimos estar bem. Na segunda parte, corrigimos alguns posicionamentos e equilibramos o jogo pois eles também tiveram um desgaste enorme para nos anular na primeira parte e conseguimos criar mais perigo, mas não soubemos decidir a melhor decisão ao contrário do que habitualmente fazemos aqui, onde somos muito pragmáticos, mas jogamos para vencer. A nossa ideia era sair daqui com seis pontos, sete na vantagem, com a entrada do Fejsa a equipa entrou mais", frisou Jorge Jesus.

Questionado sobre as declarações de Julen Lopetegui, em que o técnico do FC Porto afirmou que a única equipa que quis ganhar e marcar golos tinha sido a sua, o técnico do Benfica fez questão de lembrar que o "treinador do Porto tem a opinião dele".

"Acha que ele ia dizer que o adversário foi melhor? Tenho outra opinião, foram duas equipas que se equilibraram, jogámos ao nível dos melhores campeonatos do mundo, em relação ao que se passou com o Lopetegui no túnel? Foi uma coisa normal de quem anda nisto do futebol. Bate boca aqui, bate boca dali e segue para bingo, foi a adrenalina do jogo", esclareceu o técnico 'encarnado'.

"Sabor a vitória não digo, mas posso dizer que é melhor para o Benfica do que para o FC Porto. Este resultado é muito melhor para nós, mas não sabe a vitória, nos últimos três jogos ganhámos ao Porto e estamos habituados nos últimos jogos a manter a qualidade da equipa defensivamente, temos aqui quatro ou três golos sofridos, os campeões, em qualquer modalidade, só consegue ganhar títulos se defenderem bem, ficamos com os mesmos pontos sobre o nosso rival, mas para isso (título) ainda temos de fazer muito pela vida", sentenciou Jorge Jesus.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.