Jorge Jesus afirmou que o Sporting fez uma primeira meia hora espetacular. Na flash interview da SportTV após o final do encontro, o técnico dos ‘leões’ admitiu que esta época foi menos produtiva do que o ano passado e relembrou os pontos que conquistou na temporada passada. “Fizemos uma primeira meia hora espetacular, mas na segunda parte o tempo ia ditar se fazíamos mais golos. Fizemos 70 pontos, menos 14 do que o ano passado. Na época passada fizemos 86 enquanto o campeão deste ano fez apenas 82. Foi o que foi, mas temos de seguir em frente”.

Sobre Gelson Martins, Jorge Jesus acredita que o extremo tem crescido muito e que está cada vez mais completo e ligado à equipa.

“Não há comparações possíveis. O Gelson cresceu muito a nível coletivo. Hoje já joga com a equipa e com muita disciplina tática. Está cada vez mais completo e melhor.

Sobre o outro Gelson que entrou, o técnico admite que poderia ter lançado Dala mais cedo se o Chaves não tem marcado.

“Podia tê-lo lançado mais cedo, mas ele está a treinar comigo há duas semanas. Ele não conhece os movimentos da equipa. Por isso e que entrou mais tarde. Se o Chaves não tem marcado ele entrava mais cedo. Vai ter tempo para a Pré-época, mas o ano que vem ainda vai ser de adaptação”.

Para Bas Dost, Jorge Jesus reservou algumas palavras, mas admitiu que Messi tinha mais argumentos.

“Tivemos esperança que Bas Dost chegasse lá, mas o Messi faz golos de todas as maneiras. É uma marca importante para ele e para o Sporting. Fez uma época de grande categoria. Para o ano com o Bas Dost assim é sinal de que vamos ser mais fortes”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.