José Mota considera ainda que o Leixões esteve “bem nos primeiros 15 minutos. O Belenenses teve superioridade numérica no meio-campo e isso permitiu que controlasse o jogo.”

O treinador procurou que na segunda parte “os equilíbrios emocionais prevalecessem”, considerando que “as entradas do Rúben e do José Manuel trouxeram mais dinâmica ao jogo”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.