“É um jogo importante para ambas as equipas. Sei perfeitamente que a qualquer momento temos capacidade para vencer qualquer equipa. Tivemos três adversários extremamente difíceis fora, o Marítimo, FC Porto, e o Benfica”, afirmou.

O técnico espera um “ambiente positivo” em Setúbal, devido à chegada do novo treinador, Manuel Fernandes, mas sente que “não vai ser fácil vencer o Leixões”, até porque tem “mais opções”, devido ao regresso dos castigados Nuno Silva e Pouga e à recuperação do lesionado Braga.

José Mota sublinhou o facto do Vitória de Setúbal ainda não ter vencido em casa e analisou o adversário: “É uma equipa que não gosta do ataque continuado, que tenta explorar os espaços, mesmo em casa, e teremos de ser cautelosos em relação às suas virtudes”.

O “timoneiro” matosinhense lembrou a coincidência de ir defrontar o mesmo treinador, em jornadas consecutivas, por um clube diferente – Manuel Fernandes orientava a União de Leiria na sétima ronda, quando perdeu por 3-2 no terreno do Leixões –, e garantiu que o defesa Benítez (emprestado pelo FC Porto) será opção, apesar dos rumores acerca de uma possível saída.

O encontro entre Vitória de Setúbal e Leixões está agendado para as 18:00 de domingo, no Estádio do Bonfim, em Setúbal, e será arbitrado pelo lisboeta Pedro Proença.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.