Atualmente no comando técnico da seleção da Venezuela, José Peseiro participou numa conversa promovida pelo Facebook da Next Level Sports, na qual recordou a sua segunda passagem pelo Sporting, na temporada passada.

O técnico português foi escolhido por Sousa Cintra para orientar a equipa, mas acabou por deixar Alvalade ao fim de 14 jogos - nove vitórias, um empate e quatro derrotas -, já com Frederico Varandas na presidência do clube 'leonino'.

"Voltei com o sonho de ganhar o que não tinha ganho, mas houve muitos problemas. Havia um clima terrível. Eu, o Sousa Cintra, os adeptos a assobiarem os jogadores que voltaram [após as rescisões de contrato]… Eu nem sabia que tinha o lugar em perigo, ninguém me disse que as coisas estavam a correr mal", começou por dizer.

"Depois do Keizer, o presidente felizmente percebeu que o problema não era o treinador, mas as claques, que não querem lá esta direção. Ele quis dar uma cabeçada às claques para poder ter mais serenidade", observou Peseiro, relembrando o corte do protocolo com as claques levado a cabo por Varandas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.