Faltam quatro obstáculos até final do campeonato para o líder da Liga. Pela frente, uma deslocação sempre difícil em Vila do Conde na antecâmara do clássico que terá lugar na quinta-feira, com a receção do Benfica ao FC Porto.

O Sporting vem de um triunfo frente ao Nacional (2-0) e quererá somar os três pontos e esperar que o FC Porto possa derrapar frente ao Benfica e ter assim definitivamente a porta escancarada para o título.

Já o Rio Ave, ao contrário de outras épocas, luta para se manter à tona na Primeira Liga. Os vila-condenses contam com 31 pontos e ocupam o 15.º lugar, com dois pontos acima do Boavista, a primeira equipa que vai discutir a permanência no escalão maior do futebol português frente ao terceiro classificado da segunda liga.

Urge assim à equipa de Miguel Cardoso somar pontos, isto depois de uma série negativa em que a equipa nortenha não sabe o que é vencer há oito jogos.

Momento de forma

Os vila-condenses em oito partidas somam duas derrotas e seis empates. Nas últimas duas partidas os rioavenses somaram dois empates, frente a Portimonense (0-0) fora de portas e Paços de Ferreira (1-1).

Já a equipa do Sporting depois de um período de menor fulgor em termos de resultados, somou dois triunfos nos últimos dois jogos frente a SC Braga (0-1) e Nacional (2-0). Depois de um mês de abril mais complicado, o Sporting retomou o trilho dos triunfos e tem neste momento seis pontos de vantagem sobre o FC Porto.

Histórico

Vila do Conde é tradicionalmente um terreno difícil para o Sporting. Ainda assim, os verdes impõem-se em terreno alheio com 14 vitórias, oito empates e quatro derrotas: 37 golos marcados e 28 sofridos.

De referir, que nas últimas cinco temporadas o Sporting somou três vitórias, um empate e uma derrota. Na última temporada, na 21.ª jornada, leões e rioavenses empataram a uma bola. Lucas Piazón marcou à passagem do minuto 2´, Jovane Cabral empatou de grande penalidade à passagem do minuto 84´.

Na primeira volta, na jornada quatro do campeonato, o Rio Ave saiu de Alvalade com um empate na jornada 14. Pedro Gonçalves abriu o marcador ao minuto 42´, Gelson Dala fez a igualdade à passagem do minuto 61´.

Declarações dos dois treinadores

Rúben Amorim sobre a partida frente ao Rio Ave

"É um jogo muito difícil pelo momento, já o foi frente ao Nacional. É uma equipa com valores, claramente acima da posição em que estão, é aquilo que pode acontecer a uma equipa numa época. O Miguel Cardoso é um treinador com uma ideia muito positiva, gosta de jogar, encontra-se numa situação difícil, mas é muito vincada a maneira de jogar do Rio Ave, que pode variar com vários jogadores na frente. Preparamos isso, sabemos que vai ser um jogo difícil, estamos preparados. Estamos bem, fizemos um bom jogo com o Nacional, devíamos de ter feito mais golos. O que queríamos é continuar a jogar bem, mas fazer mais golos para descansar os adeptos."

Sobre a partida frente ao Sporting, Miguel Cardoso espera que os seus jogadores possam ser "campeões" durante o jogo.

"Encaramos o jogo com grande responsabilidade, acreditando que essa responsabilidade nos exige estar no limite no processo de preparação do jogo. Sabemos quem vamos defrontar e aquilo que teremos de fazer, e será a exigência máxima para com aquilo que temos de fazer que nos colocará mais ou menos dentro do jogo", atirou.

O Rio Ave receber o Sporting a partir das 21h15 desta quarta-feira, em partida a contar para a 31.ª jornada da I Liga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.