O Sporting venceu o Vitória de Setúbal por 3-0, em jogo a contar para a sexta jornada do campeonato nacional. Os holandeses,  Wolfswinkel (2) e Schaars, foram os marcadores no regresso dos leões à luta pelo título.

Com o mesmo onze que vencera o Rio Ave na última jornada, os leões entraram confiantes frente ao Vitória de Setúbal e cedo inauguraram o marcador perante 33 261 adeptos.

Ainda decorria o segundo minuto de jogo quando Carrillo pegou na bola, entrou com tudo na área setubalense, e rematou para defesa incompleta de Diego. Na recarga, Schaars bem posicionado atirou para o 1-0.

A vantagem madrugadora deu confiança à equipa leonina mas um erro de Rui Patrício, aos 4’ minutos, ia permitindo a João Silva empatar o encontro. Valeu ao guarda-redes do Sporting Rodríguez a salvar em cima da linha.

O susto obrigou os jogadores do Sporting a concentrarem-se e foi dos pés de outro holandês que a equipa leonina fez o 2-0. Aos 7’ minutos, João Pereira desmarca Wolfswinkel, que de um angulo apertado faz o 2-0, para o delírio dos adeptos sportinguistas.

A vencer por 2-0 aos 7’ minutos de jogo, o conjunto de Domingos Paciência assumiu definitivamente o controlo das operações com Schaars e Elias a destacarem-se no meio campo leonino.

O Vitória de Setúbal ainda tentou responder por intermédio de um livre direto de Cláudio Pitbull, aos 9’ minutos, mas a bola acabou por ir à trave da baliza de Rui Patrício.

O domínio avassalador dos leões continuou a empurrar a equipa de José Ferreira para a sua área defensiva e era apenas uma questão de tempo até haver nova alteração no resultado.

Aos 15’ minutos, o Sporting beneficiou de um canto na direita e numa jogada de laboratório ampliou para 3-0, por intermédio de Wolfswinkel num remate ao ângulo da baliza de Diego.

O Sporting não tirou o pé do acelerador até ao intervalo e ainda dispôs de várias oportunidades. Carrillo, aos 25’ minutos, rematou com muito perigo, e aos 30’ minutos, foi a vez de Schaars obrigar Diego a defesa apertada.

No segundo tempo, Domingos Paciência tirou Rodríguez e lançou Anderson Polga para o eixo da defesa leonina.

O apetite do Sporting pela posse de bola manteve-se na segunda parte, mas as ocasiões de golo não iam sendo concretizadas. Aos 51’ minutos, Wolfswinkel ensaiou o hat-trick de calcanhar mas Diego conseguiu defender. Na sequência do lance, o avançado holandês aproveitou a defesa incompleta do guarda-redes sadino para tentar novamente o golo, mas sem consequência.

Os leões foram controlando com tranquilidade a vantagem no marcador, e só não ampliaram o resultado muito por culpa do guarda-redes sadino, Diego, que esteve sempre bem colocado entre os postes.

Com este resultado, o Sporting diminuiu desvantagem para três pontos dos líderes SL Benfica, FC Porto e SC Braga. A equipa do Sporting regressou às vitórias em Alvalade frente ao Vitória de Setúbal, depois de na época passada, a 8 de maio, ter perdido por 1-0.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.