O Sporting perdeu hoje o Troféu Ibérico de Badajoz em futebol para os espanhóis do Villarreal, ao ser derrotado, no desempate por grandes penalidades (4-3), após o nulo no tempo regulamentar.

O Villarreal, quarto classificado da liga espanhola na época passada, começou melhor o jogo e aproveitou o desacerto inicial da equipa portuguesa e, através de Akram Afif e Mario, os espanhóis criaram os primeiros lances de perigo.

O 'submarino amarelo' esteve mais perigoso nos minutos iniciais e o avançado Soldado esteve perto do golo, quando conseguiu tirar Naldo do caminho e rematou para a baliza, mas o guardião do Sporting estava atento e defendeu.

Os 'leões' acertaram as marcações e o adversário deixou de chegar com tanta facilidade à sua baliza, mas, em termos ofensivos, tirando um remate acrobático de Bryan Ruiz, o Sporting sentiu muitas dificuldades em se aproximar da baliza adversária.

Um remate de longe de Alan Ruiz, aos 20 minutos, ao qual o guarda-redes do Villarreal Sergio Asenjo defendeu com os punhos, foi om segundo sinal de perigo do Sporting.

Após uma paragem de quatro minutos à meia hora de jogo, devido ao calor, os espanhóis voltaram a entrar melhor e Akram falhou à 'boca da baliza' um golo quase certo, após defesa incompleta de Azbe Jug a remate de Rukavina.

Ainda antes do intervalo, Petrovic saiu lesionado e deu o lugar a João Palhinha e o avançado Barcos viu ser-lhe anulado um golo por alegado fora de jogo.

Num jogo típico de pré-época, a qualidade caiu e a monotonia reinou na segunda parte, sobretudo devido às substituições realizadas por ambos os treinadores, tendo sido o Sporting o conjunto que ficou mais próximo do golo.

Só nos últimos 15 minutos o jogo ganhou ânimo por culpa das entradas de Slimani e Matheus Pereira, que dispôs das melhores oportunidades para marcar, mas, por duas ocasiões, atirou ao lado.

Em cima do minuto 90, Iuri Medeiros também teve o golo nos pés. Servido por Slimani, após jogada individual na esquerda, o jovem avançado rematou ao poste.

Na lotaria das grandes penalidades, Slimani e Rúben Semedo permitiram a defesa do guarda-redes Sergio Asenjo, enquanto do lado do Villarreal só Ramiro Guerra não bateu com sucesso o penálti.

Jogo realizado no Estádio Nuevo Vivero, em Badajoz (Espanha).

Sporting - Villarreal, 0-0 (3-4 gp).

Equipas:

- Sporting: Azbe Jug, João Pereira (Schelotto, 46), Coates (Rúben Semedo, 46), Naldo (Ewerton, 78), Jefferson (Zeegelar, 46), Petrovic (João Palhinha, 42), Bryan Ruiz (Matheus Pereira, 68), Bruno César, Iuri Medeiros e Alan Ruiz (Slimani, 60) e Barcos (Podence, 46).

(Suplentes: Stojkovic, Schelotto, Ewerton, Zeegelar, Rúben Semedo, Podence, João Palhinha e Matheus Pereira e Slimani).

Treinador: Jorge Jesus.

- Villarreal: Sergio Asenjo, Mario (Llambrich, 67), N’Daiye (Pantic, 67), Daniele Bonera (Victor Ruiz, 46), José Ángel (Jaume Costa, 51), Jonathan dos Santos (Guido Larrea, 46), Manuel Trigueros (Ramiro Guerra, 67) Antonio Rukavina (Aitor Cantalapiedra, 67), Samu Castillejo (Alfonso Pedraza, 67), Akram Afif (Leo Suarez, 67) e Roberto Soldado (Mario Gonzalez, 46).

(Suplentes: Andrés Fernández, Ramiro Guerra, Víctor Ruiz, Alfonso Pedraza, Aitor Cantalapiedra, Juame Costa, Guido Larrea, Mario Gonzalez, Leo Suarez, Pantic e Llambrick).

Treinador: Marcelino Toral.

Árbitro: Hernandez Maeso (Espanha).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Roberto Soldado (45).

Assistência: Cerca de 5.000 espetadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.