João Bartolomeu confirmou a saída do avançado, que se junta ao guarda-redes Tiago Cardoso, aos defesas Cássio Lopes e Raí, ao médio Bruno Ferraz e ao ponta-de-lança Marcelo Dias. Todos foram contratados para a nova época, mas nenhum está já em Leiria.

“O jogador não nos interessava, arranjamos outros melhores”, disse à Agência Lusa o presidente da SAD sobre a saída de Lessa, que tinha sido cedido pelo Cruzeiro, do Brasil, e, tal como os restantes atletas, foi dispensado no âmbito de uma cláusula prevista no contrato, sublinhou João Bartolomeu.

A dispensa dos seis reforços brasileiros é vista com normalidade em Leiria. O treinador Pedro Caixinha sublinha que não é qualidade dos jogadores que saíram que está em causa.

“Não eram maus jogadores. O que está em causa são as nossas necessidades. Optámos por outro tipo de jogadores que servem melhor o que pretendemos”, esclarece Pedro Caixinha, que chegou a Leiria para substituir Lito Vidigal quando os seis jogadores que entretanto saíram já estavam contratados.

A União de Leiria admite mais dispensas, além das seis anunciadas.

Segundo o técnico, contando todos os elementos que trabalham com a equipa, o plantel tem actualmente 30 jogadores. E, de acordo com o presidente, hoje deve chegar mais um médio ofensivo a Leiria, sendo possível, refere João Bartolomeu, que haja mais saídas.

Os leirienses estão em 10.º lugar na Liga, com dois empates e sem golos nos dois jogos realizados.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.