No fórum promovido pela página "Quarentena da Bola" do Facebook, Luís Castro abordou a passagem pelo V. Guimarães e os objetivos atingidos.

O técnico lembrou que não saiu por dinheiro dos vimaranenses senão tinha saído mais cedo para os ingleses do Reading em 2018 e explica porquê.

"Os sócios do Vitória sabem que se fosse por dinheiro teria ido para o Reading em dezembro. Iria usufruir de um salário sete ou oito vezes superior ao que auferia", lembrou.

O técnico confessa que também tinha que ficado "com muito agrado" no Vitória se não tivesse aparecido a opção do Shakhtar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.