Em conferência de imprensa, o presidente vitoriano, Macedo da Silva, defendeu que, nas primeiras quatro jornadas do campeonato, a equipa minhota foi «muito prejudicada, nomeadamente com o FC Porto e o Benfica».

«O Vitória de Guimarães exige mais respeito por parte das arbitragens e vamos acionar todos os mecanismos necessários para que estas situações não se repitam. Errar é humano, todos erram, mas há erros e erros, sobretudo os que aconteceram no último jogo (com Benfica) são manifestamente graves para não mostrarmos a nossa indignação», referiu.

O Vitória queixa-se da grande penalidade assinalada a favor do FC Porto, na primeira jornada (derrota caseira por 1-0), e de duas (de três) favoráveis ao Benfica, sábado, no Estádio da Luz, na última ronda (derrota por 2-1).

«Se para a melhoria do futebol, para uma maior qualidade e responsabilidade, é necessário que se profissionalizem os árbitros e se introduzam meios tecnológicos, faça-se já», frisou, acrescentando: «O Vitória já solicitou uma reunião com caráter de urgência ao presidente da comissão de arbitragem, Vítor Pereira, onde queremos esclarecer as questões e defender estas ideias».

Macedo da Silva apelou «aos árbitros e aos seus dirigentes que se preparem melhor e não se sintam condicionados».

«O Vitória é um clube muito grande, com milhares de associados, que dignifica e promove o futebol profissional e exige o máximo respeito de todos os agentes desportivos», finalizou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.