O candidato da Lista A à presidência do Sporting acusou o canal de televisão do clube de 'falta de isenção' na cobertura das eleições presidenciais por considerar que foi prejudicado tanto na cobertura das duas campanhas como no debate protagonizado com Bruno de Carvalho.
"Fiz tantas ou mais ações de campanha que o meu adversário nas eleições. A Sporting TV foi a muito poucas. Eu sei que a desculpa é que ele é presidente e eu não sou. Daqui a 4 anos vou querer total isenção, total equilíbrio no debate. Eu fui-me apercebendo da forma como fui tratado, com 18 interrupções do meu lado e zero do outro lado. Não é forma de trabalhar. A Sporting TV tem de ser isenta. Connosco não brincam!", acusou Pedro Madeiras Rodrigues em declarações citadas pelo jornal Record.
Já o diretor do canal do Sporting, Rui Miguel Mendonça, reagiu às críticas de Pedro Madeira Rodrigues para garantir que a Sporting TV acompanhou a campanha do candidato da Lista A em função da 'relevância' da ocasião.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.