Pedro Madeira Rodrigues, candidato às eleições para a presidência do Sporting, disse hoje estar “mais confiante” do que no ato eleitoral anterior, e afirmou que Bruno de Carvalho nunca o enganou.

Depois de Frederico Varandas, hoje foi a vez de Pedro Madeira Rodrigues se deslocar ao Estádio de Alvalade para formalizar a sua candidatura à presidência do Sporting perante o presidente da Mesa da Assembleia Geral, Jaime Marta Soares.

Após o ato solene, que decorreu no Hall Vip do estádio, Pedro Madeira Rodrigues explicou que este novo ato eleitoral só lhe veio dar razão a tudo o que tinha dito há um ano e meio quando concorreu contra Bruno de Carvalho.

“O estranho era não me candidatar nesta altura. Depois de tudo o que aconteceu, infelizmente tivemos razão antecipadamente. Bruno de Carvalho nunca nos enganou. Fez algumas coisas boas pelo Sporting, mas agora é altura de virar a página”.

Relativamente ao seu projeto, o candidato diz ter “propostas muito concretas”, que passam por “uma solução para o futebol e uma solução financeira” diferente de todas as outras candidaturas.

Sobre o elevado número de candidatos a estas eleições, Pedro Madeira Rodrigues considera “confuso e surpreendente”.

“É surpreendente que no ano passado só tenha aparecido eu e agora aparecerem estes todos. Algumas pessoas vão ter de justificar muito bem o porquê da falta de visão e liderança que tiveram no ano passado”.

Pedro Madeira Rodrigues evitou entrar em pormenores sobre a atual pré-temporada do Sporting e as medidas que têm sido tomadas pela Comissão de Gestão. Na sua opinião “há coisas que correram bem, outras que correram mal” e só lamenta que “as eleições tenham sido marcadas para tão tarde”, uma vez que isso impede que o próximo presidente eleito tenha alguma palavra a dizer no mercado de transferências.

À margem deste ato, o presidente da Mesa da Assembleia Geral, Jaime Marta Soares, considerou que o aparecimento de muitas candidaturas é “um sinal de vitalidade” e desejou que toda a campanha seja de “alto nível e elevação”.

No momento em que prestava estas declarações, Jaime Marta Soares não tinha conhecimento da providência cautelar que terá dado razão a Bruno de Carvalho e que poderá permitir-lhe concorrer ao ato eleitoral.

As candidaturas à presidência do Sporting terão de ser formalizadas até quarta-feira, sendo que as eleições estão agendadas para o dia 08 de setembro.

Além de Pedro Madeira Rodrigues, apresentaram-se como candidatos às eleições Bruno de Carvalho, antigo presidente suspenso, Carlos Vieira, antigo vice-presidente do clube, também suspenso, Fernando Tavares Pereira, João Benedito, Dias Ferreira, José Maria Ricciardi, Frederico Varandas e Rui Jorge Rego.

Notícia atualizada às 13h37

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.