Maicon afirmou que teve de recorrer a medicamentos durante os últimos momentos da sua passagem pelo FC Porto. Em entrevista ao jornal ‘Record’, o defesa brasileiro realçou que o fez para poder ajudar os ‘dragões’ a conquistar objetivos e lutar pelo título.

"O FC Porto que me tratou de uma forma quando eu estava lá e outra quando já não estava. Principalmente na última época, em que diversas vezes tive de jogar à base de medicamentos. Foi para ajudar o próprio clube. E isso não há como eles negarem. Tentei ajudar o clube da melhor forma possível".

Depois de ter chegado ao FC Porto e subido na hierarquia até ser um dos capitães de equipa, Maicon teve um período atribulado. Num curto espaço de tempo, passou de titular a reserva e acabou por ser emprestado ao São apulo. Depois de uma primeira passagem pelo clube brasileiro, o central vinculou-se em definitivo.

Fora de Portugal, o defesa comentou a arbitragem portuguesa. De acordo com o central, a federação portuguesa tem muito trabalho pela frente. A polémica que envolve os clássicos são um dos temas em causa.

"Não há um clássico que não tenha polémica. Todas as equipas que perdem reclama das arbitragens. E isso, por vezes, pressiona demasiado a arbitragem num clássico. Errar é humano, sim, mas em oito anos que estive em Portugal não vi um clássico sem polémica. E isso acaba por prejudicar a arbitragem em Portugal".

Maicon chegou a Portugal para jogar no Nacional da Madeira. Depois de uma temporada no campeonato luso, o central transferiu-se para o FC Porto. No Estádio do Dragão, Maicon passou sete anos antes de regressar ao Brasil.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.