Carlos Mané, que se encontra atualmente emprestado ao Estugarda, reconhece que Jorge Jesus é um grande treinador, no entanto, dá os mesmos méritos aos antecessores, Leonardo Jardim e Marco Silva.

"Como toda a gente sabe, [Jorge Jesus] é um grande treinador e está a fazer um bom trabalho no Sporting, tal como fizeram Marco Silva e Leonardo Jardim. Acho que se tivessem continuado no Sporting iriam fazer um trabalho semelhante a este do Jesus", defendeu o extremo em entrevista ao jornal O Jogo.

O jogador revelou ainda que não falou com o técnico antes da sua cedência.

"Não, o Jorge Jesus não me disse nada, não falei com ele. Só falei com o presidente que me desejou boa sorte e disse que esperava ver-me um dia a regressar ao Sporting. Não poderia ficar sem jogar que seria muito mau para mim. Tinha que somar minutos para subir o meu rendimento(...)".

Mané abordou ainda a sua estreia de sonho pela equipa alemã e admite que devia ter saído do Sporting no passado mês de janeiro.

"Foi um dia muito feliz. (...) Já me queria estrear há bastante tempo, mas eles decidiram que eu tinha que me adaptar bem a esta realidade e mostrar o meu valor. (...) Comecei muito bem o jogo e logo em cinco minutos marques dois golos e penso que me estou a adaptar bem ao futebol alemão".

Seria melhor ter saído em janeiro?

"Claro que sim. Fiquei por lá, não joguei e acabei por não evoluir nada. Um jogador jovem, como é o meu caso, tem que somar minutos para adquirir ritmo e experiência. Dessa maneira acabei por não sobressair e acho que foi mau para mim não ter saído do Sporting seis meses antes porque estagnei".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.