O treinador Manuel Machado abandonou o comando do Nacional, após quatro épocas e meia consecutivas ao serviço do emblema madeirense, e reconheceu que foi difícil devido à ligação sentimental que tinha ao clube.

“Quando se está um ano num clube é um vínculo profissional. Agora, quando se tem uma ligação que começou em 2004, ainda que com alguns interregnos, é certo, criam-se laços afetivos que fazem que com que exista um desconforto pelo término do contrato de trabalho e existe uma maior dificuldade na saída por causa desse lado afetivo que existe. É um ciclo que se fecha”, afirmou Manuel Machado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.