Marco Silva exigiu esta quinta feira uma indeminização de 45 mil euros a José Eduardo. O antigo treinador do Sporting afirmou à saída do tribunal que o antigo jogador fez questão de o tentar prejudicar intencionalmente.

O caso remota a uma altura em que Marco Silva estava a treinar o Sporting. Nesse ano, José Eduardo deu uma entrevista em que garantiu que o treinador tinha como objetivo afectar o clube leonino. Nas palavras do antigo atleta, Marco Silva queria levar à ‘queda’ de Bruno de Carvalho.

“Marco Silva tem uma agenda própria, tem interesses próprios que não são os do Sporting. São os interesses de outras entidades, eventualmente do seu empresário. Tenho imensa pena de dizer isto porque quis defendê-lo até ao último momento”.

Perante estas declarações, Marco Silva avançou com meios legais contra José Eduardo. O técnico português considera-se lesado com as afirmações do antigo atleta.
“Entra por caminhos gravíssimos. Cheguei ao Sporting com muito trabalho, aos 37 anos, e ter alguém a dizer que estou ao serviço de entidades obscuras para destruir o Sporting e destituir o presidente é de uma gravidade tremenda. Foi tudo com a intenção de destruir o treinador Marco Silva”.

O treinador acabaria por sair do Sporting de forma polémica. Depois de ter vencido a Taça de Portugal, Marco Silva foi alvo de um processo disciplinar por não ter vestido um fato oficial do clube leonino. O processo resultou num acordo entre as duas partes. Jorge Jesus foi o homem escolhido para suceder ao português enquanto que Marco Silva assinou pelo Olympiakos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.